Seminário Boas Práticas em Políticas de Acesso à Justiça para a Pessoa Idosa aconteceu durante a RAADH

Pessoas idosas visibilizadas em campanha regional Viver com dignidade e direitos em todas as idades
24 October, 2017
Mostrar tudo

Seminário Boas Práticas em Políticas de Acesso à Justiça para a Pessoa Idosa aconteceu durante a RAADH

Com o objetivo de oferecer intercâmbio com outros países do MERCOSUL sobre boas práticas de acesso à justiça, o Ministério dos Direitos Humanos (MDH), por meio da Secretaria Nacional de Promoção e Direitos da Pessoa Idosa (SNDPI), promove em Brasília, nesta terça-feira (24), um seminário durante a Reunião de Altas Autoridades sobre Direitos Humanos e Chancelarias do MERCOSUL e Estados Associados (RAADH), que acontece entre os dias 23 e 27 de outubro.

A secretária nacional da Pessoa Idosa, Maria Socorro Medeiros de Morais, lembrou sobre os tempos de intolerância atualmente vividos e reforçou a importância da promoção da saúde da pessoa idosa no país.

“É certo que vivemos dias difíceis no Brasil, e não está sendo fácil ser brasileiro de qualquer gênero, raça, cor ou idade. Mas não podemos perder o foco e o amor pela nossa terra. Não podemos deixar de ter utopias, sonhos e esperanças. Necessitamos trabalhar intensamente a promoção dos direitos das pessoas idosas na visão da integralidade e da cidadania. É lamentável que queiram extinguir o artigo 15 do nosso Estatuto do Idoso, no qual assegura a atenção integral à saúde da pessoa idosa. Precisamos lutar para que isso não aconteça por meio de audiências públicas e sugerindo a participação da Agência Nacional de Saúde (ANS), de entidades profissionais e associações de pacientes crônicos, dentre outros”, enfatizou Socorro Morais.

Marleide Rocha do Instituto de Políticas Pública em Direitos Humanos (IPPDH) do MERCOSUL apresentou o libro Personas Mayores. Hacia uma agenda regional de Derechos, na sua fala resgatou a importância da Convenção Interamericana sobre a Promoção dos Direitos das Pessoas Maiores e também enfatizou sobre o combate a discriminação.

O IPPDH  também apresentou a campanha Viver com Dignidade e Direitos em Todas as Idades. Para a secretária nacional da Pessoa Idosa, Socorro Morais enfatiza sobre a campanha que ainda é preciso garantir cidadania a todos os cidadãos e cidadãs, garantir que direitos fundamentais como saúde, segurança, lazer, mobilidade e acessibilidade sejam estabelecidos, respeitados e ampliados. “Envelhecer é um privilégio e viver é uma dádiva.  Viver com qualidade de vida é um direito de todos e todas. Vamos somar nossos esforços aos compatriotas do MERCOSUL e ao IPPDH para darmos nossa contribuição à construção de um mundo melhor”, disse.

Participaram da mesa de abertura do evento, além da Secretária Socorro Morais, representando a ministra dos Direitos Humanos Luislinda Valois, o vice-presidente do Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa Idosa(CNDI) e representante da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Amin Aur; a secretária-executiva da Comissão Permanente dos Direitos da Pessoa Idosa (Cidoso) da Câmara dos Deputados, Rafaela Feitosa, e a diretora de Comunicação e Cultura do IPPDH, Corina Leguizamón.

Os comentários estão fechados.